Consórcio italiano cria solução baseada em blockchain para o mercado de seguros

Publish date:

 

 Foco é na melhoria do atendimento ao cliente na fase de avaliação de riscos. Simplificação, transparência, segurança e eficiência no processo de compartilhamento de informações entre corretores e seguradoras italianos estão entre as premissas do projeto

 

A Generali Global Corporate & Commercial Italia, a AIG e a UnipolSai Assicurazioni, no papel de seguradoras, em conjunto com a Aon e a Willis Towers Watson (na função de corretores), com o suporte de consultoria da Capgemini Itália, se uniram para implementar uma solução inovadora e inédita no mercado italiano capaz de reduzir ineficiências e de aprimorar os serviços oferecidos aos clientes corporativos. Projeto que usa a tecnologia Blockchain como protagonista.

 

Na Itália, uma grande quantidade de dados precisa ser processada para que se estabeleça a correta e rápida avaliação dos riscos corporativos. Dados que são compartilhados por meio de fluxos de informação contínuos entre clientes, corretores e seguradoras. No entanto, ineficiências no processo operacional e a evolução do framework regulatório do país motivaram esse grupo de empresas a criar um conjunto de padrões de comunicação de dados – a partir dos riscos de propriedade – e a avaliar as tecnologias disponíveis para automatizar os processos de compartilhamento e aprovação, tanto quanto fosse possível. Etapas que são, atualmente e usualmente, realizadas manualmente.

 

O grupo de seguradoras e corretores começou a trabalhar em colaboração em junho de 2017. E, depois de apenas dois meses de desenvolvimento, graças à expertise reunida no centro Blockchain Distributed Ledger Technology da Capgemini, instalado na Itália, o grupo desenvolveu uma plataforma que permite a distribuição, o compartilhamento e a sincronização de dados de riscos de forma segura, transparente e eficiente.

 

Do ponto de vista do cliente, a nova solução oferece um serviço mais simples, rápido, transparente e seguro. Assim como oferece aos agentes do setor a oportunidade de compartilhar informações necessárias para cotação em tempo real e de produzir documentos de apólices de seguro – de forma verificável e rastreável. Plataforma habilitada por meio da configuração de um ecossistema privado, baseado na tecnologia R3 da Corda, acessível às seguradoras e brokers do país.

 

A nova solução desenhada permite o gerenciamento e a otimização dos prazos de negociação e cotação – com o potencial de diminuir o tempo em até 90% – e incrementando a qualidade das informações distribuídas por meio de um modelo de dados padronizado, acordado e compartilhado por meio de um blockchain privado (Permissioned Ledger).

 

O processo de ativação da nova solução terá início em breve e suas características serão estendidas a outros processos e produtos, enquanto possibilita a entrada de novos agentes de mercado no setor de seguros italiano.

 

A nova plataforma cobre as seguintes fases do processo:

  • Os corretores coletam inicialmente um mínimo de informações de riscos para enviar às companhias de seguros selecionadas, para uma primeira avaliação;
  • As seguradoras avaliam e respondem com expressões de interesse ou rejeição;
  • O corretor conclui a coleta de informações e envia uma cotação às seguradoras;
  • As companhias de seguros então enviam uma proposta de cotação aos corretores e iniciam um procedimento de negociação na plataforma, o que levará a um acordo entre as partes – com o sistema fornecendo a gestão de riscos de cosseguro;
  • Uma vez que o conteúdo da apólice de seguro é acordado, uma ordem eletrônica é enviada a todas as partes envolvidas, de modo que a apólice possa ser emitida a partir do acesso às informações descritas no registro – tudo é criptografado e fica acessível apenas às partes envolvidas.

 

Andrea Falleni, executivo líder da Capgemini na Itália e na Europa Oriental, comentou: “Estamos orgulhosos por fazer parte deste projeto, que consideramos único e extremamente inovador, e que representa uma das primeiras soluções do setor de seguros a efetivamente utilizar a tecnologia blockchain para resolver um problema real e generalizado para todo o mercado. A capacidade de fazer com que esta tecnologia chegue para as empresas envolvidas na criação, e mesmo aos agentes externos, será crucial para introduzirmos melhorias em termos de eficiência, rapidez e confiabilidade de cotações, criando progressos significativos e novas oportunidades para todo o setor de seguros”.

 

Raffaele Guerra, vice-presidente executivo e líder do setor de seguros da Capgemini Itália, acrescentou: “Este projeto é uma das primeiras aplicações de blockchain desenvolvidas para o setor de seguros, e é endereçado a um problema concreto: a eficiência, confiabilidade e velocidade das comunicações entre corretores e empresas. É também uma interessante experiência de cocriação entre todas as partes envolvidas e um testemunho da capacidade da Capgemini de contribuir significativamente para a inovação do setor de seguros do país”.