Women@Capgemini

Como mulher, você traz uma perspectiva singular para os desafios do negócio. E, para tirar o máximo proveito de seus talentos, você precisa de uma sólida rede de suporte. É por isso que desenvolvemos o programa Women@Capgemini: por meio dele, ajudamos as nossas profissionais a aprimorarem seus conhecimentos e habilidades, por meio de iniciativas baseadas no princípio de “oportunidades iguais, chances iguais”.

O que é o Women@Capgemini?

Women@Capgemini é um program global adotado em todos os países onde operamos, desde de 2012. Ele é diretamente apoiado pelo CEO e presidente do Grupo Capgemini, Paul Hermelin, na definição das diretrizes gerais em relação ao equilíbrio de gêneros em toda a corporação. A iniciativa engloba todas as ações instauradas em nossas unidades de negócios de todo o mundo e, ainda, ajuda subsidiárias que não dispunham de um programa dedicado a este tema a construir um. Além disso, facilita o compartilhamento das melhores práticas implementadas em cada região, baseando-se no princípio fundamental de “oportunidades iguais, chances iguais”.

Este programa é dedicado a estimular os talentos da organização a entregar resultados inovadores a todos os stakeholders: nossos funcionários (prioritariamente, é claro), mas também aos clientes, parceiros e acionistas. Um dos principais objetivos é mudar mentalidades corporativas em todo o mundo, ao assumir compromissos mais fortes, e definir modelos-padrão que devem ser seguidos por todos os líderes do Grupo.

Time Global do women@capgemini, juntamente com o CEO e presidente do Grupo Capgemini, Paul Hermelin

Por que Women@Capgemini?

  • É um imperativo de negócios, uma vez que a igualdade de gêneros é uma premissa comprovada para a aceleração de resultados comerciais;
  • Traz inovação e valor à companhia;
  • Cria um ambiente mais equilibrado e inclusivo;
  • Promove a colaboração entre nossas linhas de serviço e geografias;
  • Melhora o comprometimento dos funcionários;
  • É fundamental para atrair e reter os melhores talentos.

Os Três Pilares do programa

Recrutamento

  • Política de seleção aberta aos “calouros”, para que possamos desenvolver ambientes mais diversificados em relação aos gêneros;
  • Exigir que todos os recrutadores (sejam eles internos ou externos) busquem candidatos de ambos os sexos para cada perfil de vaga;
  • Divulgar, por meio dos canais de comunicação, mulheres que estejam desempenhando um trabalho exemplar em diferentes posições;
  • Certificar-se de que os candidatos sejam entrevistados por pelo menos uma mulher da equipe da empresa.

Retenção

  • Certificar-se do cumprimento das regras da licença-maternidade*
  • Assegurar que não haverá congelamento de carreira ou de aumento de salário de mulheres nestas condições;
  • Garantir que não haverá recusa de promoção (quando aplicável) quando a mulher estiver grávida ou em licença-maternidade (exceto para extensões adicionais) no período elegível ao bônus.

*a ser adaptada à legislação local

Desenvolvimento

  • Oferecer um programa de desenvolvimento (coaching/ treinamento) para mulheres de alto potencial, dedicado a ajudá-las a alcançar notas E e F nas avaliações de desempenho anuais;
  • Assegurar que candidatas à promoção ao cargo de vice-presidente sejam identificadas localmente;
  • Certificar-se de que haja pelo menos um profissional de cada gênero nos paineis de promoção para garantir a neutralidade de gêneros, incluindo ao menos 20% de mulheres.

O que planejamos fazer em 2017

9 ações principais:

  1. Implementar uma política única para todos os recrutadores, para atrair candidatos de ambos os gêneros;
  2. Lançar globalmente um programa específico, com metas e resultados anuais (Annual Percentage Rates – APRs) definidos antes da licença-maternidade e acompanhados no retorno da mulher;
  3. Garantir que todos os programas dedicados a profissionais de alto potencial conduzidos no Grupo sejam 50% compostos por mulheres;
  4. Assegurar a igualdade de remuneração;
  5. Criar um e-learning sobre fundamentos de gênero;
  6. Maximizar os talentos femininos: usar o Strategic Talent Review (S.T.R.) e o Talent Review (T.R) para dar novo foco à questão do gênero, criar planos de desenvolvimento específicos para mulheres e destacar nossos modelos em cada nível de carreira, além de definir cotas por unidade de negócios;
  7. Implementar um “Índice de Equilíbrio de Gênero”, que rastreará o número de mulheres contratadas, promovidas e desligadas em todas as entidades da Capgemini;
  8. Ampliar geografias com a certificação EDGE, como forma de comprovar e expandir o nosso compromisso com o equilíbrio de gênero para mais entidades Capgemini;
  9. Implementar um Plano de Comunicação Global para divulgar e destacar a inclusão de gênero: campanhas interna e externa para conscientizar e mobilizar o time.

Initiativas Locais para Resultados Globais

Em todo o mundo, temos sido reconhecidos e agraciados com inúmeros prêmios. Alguns exemplos:

Alemanha:

  • Nosso time conquistou o “Best Practice Award” pelo desenvolvimento de um programa específico para manter contato com funcionários que deixam o Grupo por um determinado período (por exemplo, licença-maternidade, licença por doença, etc).

Bélgica:

  • Heleen van Cauter foi uma das finalistas do “Young ICT Woman of the Year 2016”, organizado pelo Data News no país, que destaca mulheres com menos de 30 anos de idade e uma carreira impressionante, construída em empresas de TIC.
  • A Capgemini Bélgica N.V. recebeu o “Top Employer award 2014” pela 7ª vez consecutiva.

Brasil:

  • Conferido apenas a organizações que alcançam os mais altos padrões de excelência em carreira, a Capgemini Brasil recebeu o “Top Employers 2012 Award”.

Estados Unidos:

  • A Capgemini US recebeu a EDGE Certification(Economic Dividends for Gender Equality), em reconhecimento ao seu compromisso com a equidade de gêneros;
  • Sheryl Chamberlain conquistou o Women in IT award” em setembro de 2016, prêmio conferido pelo Dallas Business Journal;
  • Sheetal Chawla foi agraciada com o “2015 Women of Excellence Rising Star Award”, prêmio concedido pela NAFE’s (National Association of Female Executives), em reconhecimento às suas conquistas e liderança nos negócios.

França:

  • A Capgemini França recebeu a EDGE Certification(Economic Dividends for Gender Equality), em reconhecimento ao seu comprometimento com a equidade de gêneros em 2016;
  • Magali Theveniault recebeu o “Margaret 2016 Price of the Intrapreneur Women”durante a Journée de la Femme Digital;
  • A Capgemini está na lista “Top Companies for Women Technologists Leadership in 2015”, promovida pelo Anita Borg Institute’s. Este ranking reconhece empresas que constroem ambientes de trabalho onde mulheres em carreiras de tecnologia podem prosperar;
  • O website “lamixitéetvous.fr” foi premiado pelo “2013 Diversity Trophies”.

Holanda:

  • Reconhecida como “Company of Choice for Women”, com o ICT Certificate;
  • Em 2012, a Capgemini Holanda recebeu o Equal Pay Award”.

Índia:

  • Gayathri Ramamurthy recebeu o “Excellence in Equality and Diversity Award 2016”, conferido pelo World Women Leadership Congress Forum, devido ao seu comprometimento com a construção de práticas inclusivas para empresas indianas;
  • “Best Practice Award” pelo OWL program(Outstanding Women in Leadership): Um programa de 12 meses, entregue em parceria com a Skillsoft e focado em mulheres no “nível C” – nossas líderes emergentes do futuro! O objetivo é dar suporte ao desenvolvimento acelerado do talentode nossas executivas, fortalecendo, assim, a lista de potenciais “níveis D”;
  • A Capgemini Índia foi vice-campeã do Diversity & Inclusion Award”entregue durante a SHRM India Annual Conference de 2013.

Noruega:

  • A Oda Network, maior rede de contatos para mulheres na indústria de TI da Noruega, homenageou a Sogeti Norge AS com o prêmio ‘Organization 2013’.

Reino Unido:

  • Christine Hodgson foi listada entre as “50 most influential women in ITem 2015, no ranking publicado pela Computer Weekly;
  • A Capgemini UK foi incluída no ranking “The Times Top 50 Employers for Women” em 2013 e 2014;
  • Maggie Buggie, uma das vice-presidentes da companhia, recebeu o prestigioso “Women of Achievement Awards 2013” na categoria “Technologia”.

Suécia:

  • A Capgemini Suécia foi agraciada com inúmeros prêmios, incluindo o “Womentor Award”, o “Universum Awards: na categoria Sweden’s Best Employer, e a “Nº1 Employer of Choice”, conferido por estudantes de TI no país.