A nuvem como catalisadora da modernização de aplicativos

Publish date:

A implementação efetiva de um programa de modernização em direção à nuvem deve obedecer a alguns princípios-chave.

A sociedade e as empresas vivenciam a digitalização de seus processos e modos de interação. Sejam eles voltados para clientes, funcionários ou cidadãos, os serviços esperados devem atender aos desafios da transformação digital. A crise recente da saúde confirmou a importância da digitalização eficiente e segura.

Para grandes empresas e órgãos públicos, que geralmente investem somas expressivas de recursos em seus sistemas de informação, agregando seu know-how e, frequentemente, criando estruturas que permitem seu destaque em relação à concorrência, a resposta dos desafios da digitalização pode não envolver a construção de soluções totalmente novas. 

A abordagem mais vantajosa é confiar em soluções tecnológicas modernas para renovar e abrir os sistemas existentes, enriquecendo-os com novos componentes. É a modernização do sistema da informação. 

Em alguns casos, a defasagem é tanta que pode ser mais interessante considerar uma transformação profunda da situação já existente.

Plataformas em nuvem são essenciais para acelerar esses processos de modernização:

  • Elas oferecem, de modo nativo, a maioria dos serviços necessários para desenvolver e implantar aplicativos de acordo com modelos de arquitetura modernos.
  • Elas permitem o consumo flexível desses serviços, com diversas alavancas de otimização de custos, desde que as melhores práticas de FinOps* sejam respeitadas.
  • Elas oferecem, por meio da possibilidade de manipular todos os serviços por código (via APIs expostos por plataformas em nuvem), um nível sem precedentes de automação na implantação de aplicativos (infraestrutura como código e CI/CD), na sua execução (escalonamento automático) e na observação (observabilidade e autorreparação).

Para obter sucesso na modernização de seu sistema de informação aproveitando a nuvem, a empresa deve considera-la como uma prioridade de TI justificada em um business case. 

O business case atrela o investimento aos benefícios da mudança, como aumento da receita – ao permitir um aproveitamento mais eficiente de oportunidades digitais –, a redução no tempo de lançamento no mercado, ou a diminuição de custos com maior controle dos riscos operacionais – como redução de dívida técnica ou fortalecimento da cibersegurança. 

Além da mobilização e da justificativa técnica/econômica, a experiência comprovou que a implementação efetiva de um programa de modernização em direção à nuvem deve obedecer a princípios-chave:

  • Tenha uma visão guiada pelo portfolio do aplicativo, juntamente com uma boa compreensão de requisitos estratégicos para cada domínio de negócios.
  • Comece com uma análise profunda do portfólio para rotear cada aplicativo ou grupo de aplicativos para a abordagem de transição correta: desde a simples reimplantação até a adaptação das arquiteturas, ou até mesmo a reestruturação parcial.
  • Adote uma estratégica diferente, dependendo se estão envolvidos aplicativos específicos (cujo código é proprietário), pacotes de software (incluindo ERPs) ou plataformas de dados (data warehouses ou soluções de big data).

Uma vez que a modernização geralmente leva diversos semestres e exige uma infraestrutura híbrida de nuvem, é essencial obter uma plataforma de integração híbrida que possa administrar diversos fluxos de troca entre aplicativos dentro e fora da nuvem, assim como entre os aplicativos existentes e os modernizados.

Qual é a melhor maneira de organizar e orquestrar a modernização?

  • Configure um modelo operacional composto, que combine capacidades de produção em série (manipulando de modo efetivo migrações ou campanhas de testes) com um mecanismo de distribuição de tarefas, associando especialistas de modernização em nuvem com equipes de manutenção de aplicativos. Dessa forma, você  aprimora seu conhecimento sobre a situação existente.
  • Separe a fase de análise e definição das arquiteturas-alvo (para cada aplicativo ou grupo de aplicativos) da fase de implementação da modernização dos aplicativos. Essa diferenciação vai garantir a flexibilidade e a capacidade de adaptação a limites comerciais e riscos do calendário.
  • Configure uma cadeia homogênea de ferramentas DevSecOps e práticas para automatizar a implantação de aplicativos modernizados e aproveitar as plataformas de orquestração de contêiner em Kubernetes, o que disponibiliza padronização e industrialização de alto nível.
  • Adote uma abordagem ágil escalonada para estabelecer o ritmo e coordenar o trabalho de diversas equipes, com a preocupação constante da criação iterativa e incremental de valor, medida pelo escopo modernizado e seu impacto em indicadores de desempenho: custos operacionais, tempos de ciclos de entrega, qualidade de serviço na produção.

As bases subjacentes à modernização do portfólio existente (arquiteturas de referência, regras de cibersegurança, bibliotecas de módulo de infraestrutura como código, etc.) estão se tornando aceleradoras de novos projetos nativos de nuvem. 

Essa base também facilita a implementação de soluções de desenvolvimento rápido de aplicativo, em plataformas seguras conectadas aos dados da empresa (low code). 

É, portanto, possível evitar a “TI invisível” e oferecer, para a nova geração de cidadãos desenvolvedores, um meio de colocar em prática ideias de melhoria de processos, que às vezes são limitadas pela indisponibilidade de recursos de desenvolvimento.

Todos esses esforços são em função dos dados, o ativo mais importante das organizações! Modernizando o SI, o processamento se torna mais eficiente e melhora a ponto de ser mais seguro para a organização e seus clientes finais, os funcionários ou usuários. 

Além disso, a nuvem oferece acesso a diversos serviços de valor agregado, para você acelerar a inovação e permanecer competitivo, como por exemplo, serviços cognitivos ou conversacionais, ferramentas e machine learning, poder computacional por demanda para simulação e cálculos de otimização, etc.

O sistema de informação não pode ser modernizado sem alteração das competências e práticas operacionais das equipes responsáveis pela manutenção e suporte. 

É, portanto, essencial, apoiar os funcionários em sua aculturação da nuvem e no enriquecimento de suas competências. 

Todos têm um papel relevante nessa aventura humana da qual a nuvem é apenas uma catalisadora.

Para saber como a Capgemini pode ajudar você a atingir seu potencial na nuvem, fale com nossa equipe ainda hoje!

Leia mais sobre a transformação de nuvem no artigo:  Cloud Transformation: The Keys to Success.

Posts relacionados

cloud

Hiperescaladores e serviços gerenciados: qual é o futuro

Date icon 12/11/2021

A transformação digital tem sido uma daquelas “buzzwords” importantes nos anos recentes, com...

cloud

Intelligent Edge: A nova realidade

Date icon 12/11/2021

Intelligent Edge computing é o futuro da arquitetura de redes. Ela irá impulsionar as...

cloud

Transformação para a nuvem: As Chaves para o Sucesso

Date icon 12/11/2021

Projetos de nuvem não dizem respeito apenas à tecnologia – eles constituem desafios...