Modernização de aplicativos. Como aproveitar seus esforços ao máximo?

Publish date:

Neste segundo post da nossa trilogia “Transforme seu negócio”, focamos na fase de transformação da modernização de aplicativos.

A fase de transformação da modernização de aplicativos começa com a mudança arquitetônica e tecnológica, onde estruturas verticais são horizontalizadas em microsservidores para atribuir maior agilidade e flexibilidade.

Neste post, focamos nas ferramentas, na tecnologia e na mudança cultural necessárias para adotar o primeiro modo de trabalho em nuvem.

Torne-se nativo da nuvem para obter resultados

Capgemini-artigo-modernizacao-de-aplicativos-corpo

Nosso cliente, Corteva Agriscience, desejava modernizar sua paisagem de infraestrutura de TI para escalonar suas operações, em linha com a demanda de negócios.

Eles queriam migrar suas cargas de trabalho para a nuvem para ganhar mais flexibilidade e agilidade.

A Corteva solicitou nossa parceria para modernizar seus sistemas de TI no local, implementando arquitetura sem servidor (nativa da nuvem).

Os sistemas de processamento legados, baseados em Hadoop do parceiro foram migrados para uma nova plataforma de tecnologia nativa da nuvem: AWS.

Como resultado dessa transformação, a Corteva conseguiu reduzir o tempo de processamento de 30 dias para apenas um dia e também  escalonar suas operações de negócios, tornando-se bem mais ágil e reduzindo significativamente sua base de custos.

Algumas das lições principais aprendidas nesse projeto de transformação foram:

  • Identificar áreas-chave de investimento para tecnologias nativas da nuvem

Avaliar o portfólio de aplicativos para identificar os que são uma fonte de diferenciação competitiva e os que estão ligados à experiência do cliente.

Investir nos apps de importância estratégica, como apps mobile, IoT e big data, gera benefícios comerciais.

  • Comece pequeno e depois ganhe escala

Como projetos nativos da nuvem demandam investimentos imediatos em plataformas, pessoas e competências, comece com projetos pequenos.

As aprendizagens desses projetos pilotos podem ser escalonadas para atingir metas mais ambiciosas.

  • Alinhe as áreas de negócios e de TI

Para obter o retorno máximo de seu investimento em nuvem, o design dos microsservidores deve focar em domínios simples de negócios.

Recomendamos utilizar design domain-driven, microsservidores data-driven e abordagem que priorize APIs para alavancar resultados de negócios.

Cloud-first: Conteinerizar para conquistar!

Um fabricante de aeronaves líder desejava implementar a manutenção preditiva de sua cadeia de fornecimento para melhorar a gestão de peças de serviço do mercado pós-venda.

Para esse projeto de modernização, utilizamos contêineres como formato primário de implantação, para permitir a portabilidade e melhorar a eficiência de recursos.

Com abordagem cloud-first (que prioriza nuvem), a empresa conseguiu adotar AI/ML para auxiliar na manutenção de ativos preditivos.

Isso ajudou a melhorar o prazo de entrega, a acurácia da previsão e a organização de inventário. O provisionamento do servidor agora demora apenas horas, ao invés de dias, desenvolvendo a capacidade e a eficiência nos negócios.

Modernizar a paisagem híbrida de TI, é geralmente complexo, já que há diversas peças móveis ao longo dos ciclos de desenvolvimento, implantação e operação.

Plataformas de contêiner com ecossistema independente do fornecedor se integram de modo fluido,  porque podem ser portadas no local e na nuvem.

O ideal é aproveitar Kubernetes para guiar a automação do processo. Para reduzir custos, é indicado o uso de PaaS off-the-shelf ou contêineres como solução de serviço.

Deixe que o DevOps indique o caminho

Projetos de modernização de aplicativo exigem colaboração próxima entre equipes de negócios e de TI, criando a necessidade de mudar para o modo de trabalho DevOps.

Para obter um modo de trabalho ágil, as organizações devem se afastar da abordagem em cascata,  onde uma equipe única é a proprietária de todos os aspectos de desenvolvimento de produtos.

O modelo agile estimula a equipe a assumir responsabilidade e inspirar uma mentalidade voltada para produto, que maximiza a velocidade.

Aproveite ferramentas DevOps, como testes automáticos, plataforma de gestão na nuvem (CMP) e automação de liberação de aplicativo (ARA), para automatizar o provisionamento de infraestrutura e outros processos.

Adote tecnologias nativas da nuvem, como microsservidores e utilização de contêineres, para liberar todo o potencial da modernização de aplicativo.

Permita que DevOps seja sua bússola, para guiá-lo através da mudança técnica e cultural.

 

A Capgemini conta com especialistas com experiência global em Cloud Services e pode te ajudar a encontrar as melhores soluções do mercado.

Entre em contato conosco.

Agradecemos sua mensagem. Retornaremos em breve.

We are sorry, the form submission failed. Please try again.

Posts relacionados

Carbon Neutral

Cloud como estratégia para empresas mais verdes

Juliana Almeida
Date icon 01/11/2022

Escrito por Juliana Almeida – Vice-presidente de Alianças na Capgemini Brasil

cloud

Migração para a nuvem – Preparando seu modelo de negócios.

Date icon 29/03/2022

A principal vantagem da migração para a nuvem é trazer agilidade e inovação a baixo...